Na última quinta-feira, 04/04, a equipe da Secretaria de Gestão Estratégica foi recebida pelo Dr. Francisco Pereira Rocha Júnior, juiz da comarca de Nísia Floresta, com objetivo de realizar uma contagem do acervo de processos físicos de execução criminal que não foram migrados para o Sistema Eletrônico de Execução Unificada, SEEU.

A contagem possibilita o aprimoramento dos relatórios emitidos pela SGE relativos ao tema da execução criminal. Para a Secretária de Gestão Estratégica, Maristela Freire, “é fundamental identificar e corrigir as inconsistências apresentadas pelo GPS-Jus e para isso algumas vezes é necessário ir às unidades para confrontarmos o número do sistema com a realidade encontrada nas varas”.

A partir do registro dos processos físicos encontrados será realizada uma análise das divergências, permitindo melhorar a extração do sistema, bem como orientar a unidade acerca de qualquer inadequação do uso das tabelas processuais unificadas.